PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

domingo, 29 de agosto de 2010

O PRISMA DAS EMOÇÕES

As emoções, na visão do poeta fazem do ser, um Humano.
Mas a realidade é que elas podem atrapalhar, e muito, aqueles que não conseguem detectar seus próprios estados emocionais.

No ano de 1924, Maranon, neurocientista francês (citado por Richard Restak em O Cérebro Humano, pág. 141) injetou adrenalina em 210 indivíduos o que fez surgir diferentes sensações fisiológicas em todos eles. Quando o experimentador, de maneira indutiva, contava uma história qualquer com fundo emocional, fazia brotar no sujeito a emoção sugerida no texto. Graças ao efeito da adrenalina, a emoção surgia forte. Desta forma ele fez "aparecer" todas as nuances das emoções humanas apenas contanto diferentes histórias.

A base química era a mesma. Mas a interpretação das histórias, seu significado individual para cada um, as diversas interpretações, fez surgir todas as emoções!

Isso não significa também que a Teoria das Emoções (James e Lange, 1890) está plenamente correta. Nos dias de hoje a complexidade da origem das emoções é debatida ao extremo e nada está totalmente descartado. Este exemplo é puramente ilustrativo para o que iremos sugerir aqui hoje, não têm nenhum compromisso científico.

Podemos então acreditar que muitas das emoções que sentimos tem sua origem numa mesma fórmula química? Seremos então escravos da noradrenalina e dos beta-bloqueadores?

Isso nos dar argumentos para pensar sobre como devemos reagir na próxima fez em que estivermos sob forte emoção.

Tomar qualquer decisão, que possa influir na nossa vida a longo prazo, num momento em que uma forte emoção está instalada em nós, pode ser o mesmo que olhar uma imagem por um prisma de cristal.

A imagem poderá estar alterada e não veremos o quadro com a mesma nitidez. Será necessário tirar o prisma e deixar a luz natural refletir sobre o quadro para que possamos analisar suas formas e cores com tranquilidade e, aí sim, proferir nossa opinião sobre a obra observada.

Outra forma de enfrentar o próximo rompante é lembrar do experimento francês: a emoção se forma pela interpretação da história contada, se mudar a história, mesmo sem alterar a base química, pode-se alcançar um novo estado emocional!

Isso pode ser apenas teoria para alguns pois a pratica não deve ser tão fácil, a maioria das pessoas não se percebe em estado alterado. - Sob forte emoção estamos sempre certos! – Todos pensam assim?

Por isso, conte até 10! Isso muda o foco.

Quando estiver pronto para tomar uma decisão, num momento de estresse, peça para ir ao banheiro, diga que precisa de mais meia hora para pensar. Pode ser bobagem, mas isso gera até economia nos gastos. Quer testar? Faça isso toda vez que estiver pronto para decidir comprar alguma coisa. Você verá como nem tudo era tão importante assim.

Pare de agir por impulso, somos seres racionais e, acredite nisso, de livre arbítrio!

Nenhum comentário: