PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

ÁRVORE, LIVRO E FILHO





Por João Oliveira  (Psicólogo CRP 05/32031)


            Todos conhecem o antigo dito da sabedoria popular que, na vida, é necessário plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho. O problema é que o mais difícil é cuidar da árvore até que ela cresça e fique forte, achar uma editora para lançar o seu livro e encaminhar o filho até, pelo menos, uma faculdade.

            Os tempos mudaram. O que seria necessário hoje para termos uma vida plena e produtiva?
           
            O mundo mudou muito em vários aspectos e podemos perceber que nem todos desejam o mesmo perfil de sucesso em sua existência. Alguns, por motivos próprios, possuem aspirações bem particulares que não podem ser simplificadas em um dito popular. Agrupados de forma aleatória na sociedade, essas pequenas fatias de nosso espectro social podem ter motivações bem diversas.

            Os jovens Nerds, por exemplo, podem estar pretendendo seguir outra linha de realizações. Talvez uma como essa aqui: “Para ter realmente sucesso na vida é necessário: escrever um software, distribuir um vírus global e ter um blog com um milhão de seguidores.”

            Já os Nerds mais antigos, na faixa dos 40 ou 50 anos, devem pensar de outra forma: “ O sucesso está em: participar como extra numa filmagem de Guerra Nas Estrelas, conversar com Stephen Hawking e dormir, pelo menos uma noite, na ISS.

            Claro que também existem os completamente avessos a esse ambiente e, alguns, com o perfil mais bicho grilo devem pretender: “ Ter uma fazenda no Uruguai, construir um gerador de energia limpa e ser dono de um sebo em Paris. ”

             Ocorre que a realização é algo muito particular e não pode ser rotulada para todos apenas com base em nossos ideais. Nem todos querem cofres cheios ou muito poder, da mesma forma que, muitas pessoas, jamais irão escrever um livro apenas por não gostarem de expor seus pensamentos. Não existe um modelo mais certo.

            O que seria para você ter uma vida feliz e produtiva?

            Algumas mulheres se tornam inteiramente realizadas ao terem filhos, outras preferem uma vida profissional com agendas lotadas. Alguns homens se matam de trabalhar todos os dias sem jamais tirarem férias, enquanto outros preferem pintar quadros quando surge a inspiração.

            Quem está mais certo?

            Não existe certo ou errado em nossas escolhas pessoais. Não há um livro de regras sobre como devemos conduzir nossas vidas. Apenas devemos respeitar uma única lei – rigorosa – que deve reinar sobre todos nós: ser feliz!

            Paute suas escolhas para obtenção da felicidade pessoal fazendo antes uma breve prospecção de futuro. Qual será o resultado (ou resultados) dessa escolha? Isso pode ferir alguém ou causar problemas a longo prazo? Terei condições emocionais de suportar ser feliz de modo pleno?

            Embora todos desejem a felicidade, nem todos estão preparados para serem realmente proprietários dessa tal felicidade. Isso se dá porque, a realização é pessoal e única. No entorno desse sujeito pode haver pessoas amadas que fizeram outras escolhas e não obtiveram os resultados esperados. Assim, muitas vezes, pode surgir o remorso no lugar da felicidade.

            Então, para equilibrar o jogo vamos elaborar uma construção mais simplificada: “ Para se ter uma vida plena e produtiva é necessário: ser responsável pelas suas escolhas, saber acolher a felicidade e servir de exemplo para quem o mesmo desejar. ”

            Faça suas escolhas e seja feliz plenamente.

            

Nenhum comentário: