PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

segunda-feira, 29 de julho de 2013

COMO ESCRAVIZAR





Por Prof. Msc. João Oliveira

               Durante toda a história da humanidade sempre veremos alguém, ou algum grupo, tentando escravizar outro. Fazer com que “eles” estejam produzindo sem questionamento das ordens, cegamente fazendo tudo que lhes for ordenado isto é, sem dúvidas, o sonho dos déspotas, dos maus políticos, falsos empresários e, líderes (de toda natureza) sem escrúpulos.

               Hoje, nesse pequeno texto, poderei auxiliar que possui na genética esta vontade de dominar o próximo. Por favor, não me julguem por isso, apenas tentarei colocar meu ponto de vista das várias maneiras de como isso pode ocorrer. Na verdade são três formas:

1)      Pelo Medo: Uma maneira de escravizar uma pessoa e fazer com que ela obedeça todas as suas ordens sem nem ao menos pensar em consequências é pelo medo. Ameace e vida dela ou de algum parente ou então, sendo mais ameno, corte a forma de sustentação da vida dela e, seja o único capaz de prover alimentos. O medo de ficar sem sustento e não ter a como manter a família, fará dessa pessoa um excelente trabalhador capaz de qualquer coisa para manter a sua estrutura mínima de vida.

Observação ao método do medo: Isso já foi feito muitas vezes e sempre acaba mau para o opressor. Assim que o oprimido vê uma chance qualquer de se livrar (pode ser matando) seu algoz ele o fará sem pensar duas vezes. Basta que ele descubra um mecanismo de sustentação e tenha uma oportunidade de escapar. Muitos dos grandes nomes que dessa forma agiram, foram assassinados pelos próprios guardas de segurança ou pessoas íntimas.


2)      Pelo Dinheiro: Provavelmente a mais usada. Pode-se escravizar alguém pelo dinheiro, ou você pensou que o termo escravizar estava restrito a trabalho sem remuneração? Claro que não! Escravizar tem um sentido mais amplo, uma forma de aprisionar a pessoa aos seus comandos e isto, pode se dar, comprando a fidelidade das pessoas. Quanto mais dinheiro for colocado maior será a fidelidade, pois, muitas pessoas, tem preços pré-estabelecidos na cabeça e podem, de fato, fazer “qualquer coisa” por algum valor que lhes interesse.

Observação ao método do dinheiro: Este modo de acorrentar as pessoas não é o mais seguro de todos, pois contém, em si, a própria fraqueza exposta. Raciocine um pouco: um ser que tem no dinheiro a única motivação é só colocar mais alguns reais na negociação e ele mudará de patrão! Veja que, agindo apenas com a relação material, não será criado um envolvimento mais profundo, de fidelidade. Assim sendo não pode haver garantias de continuidade a longo prazo, afinal, até mesmo os maiores recursos um dia findam.

3)      Método infalível: Existe uma forma, provavelmente a única, de aprisionar alguém sem gastar um tostão, sem intimidações e, pode anotar, com uma fidelidade longeva. Trata-se de uma forma tão ardilosa e severa de escravização que vem sendo utilizada todos os dias, com grande sucesso, pelos maiores líderes de nossa humilde nação. Claro que não é uma invenção nossa este método tem milênios, no entanto aqui encontrou uma forma viral de propagação. Como funciona? Fácil: pela esperança!

Observação ao método de escravização pela esperança: tenha sempre uma nova promessa pronta para oferecer. Quando falar sobre o que pretende fazer pela pessoa, mantenha o olhar para o alto e distante, dando a entender que o prêmio está no futuro. Quando perceber que eles estão, por algum motivo, desanimando e ficando sem expectativas de um resultado real pelos serviços prestados, apele para a fé. Decore alguns versículos (novamente olhe para o alto e distante) e declame com emoção profunda. Pergunte aos escravos se eles não têm fé! Isso sempre funciona. De quando em vez seja benevolente com um dos serviçais e dê-lhe alguma vantagem. Isto servirá para propagar que “quem espera sempre alcança”.

               Claro que, se você souber usar os três métodos, de uma única vez, terá um resultado monstruosamente eficaz. Neste caso, meus parabéns, você está eleito!
              

Nenhum comentário: