PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

segunda-feira, 22 de julho de 2013

AUTOESTIMA EM ALTA





Por Prof. Msc. João Oliveira

               As palavras têm força e podem alterar destinos. Sendo ditas pelos próprios pais mais ainda. Caso a criança seja alvo de palavras depreciativas ou, verdadeiras agressões verbais, ela pode desenvolver uma baixa autoestima. Nós sabemos que isto pode ser um real problema na vida adulta e, que, além disto, pode ter um feito multiplicador (como se fosse genético) possivelmente chegando à prole deste indivíduo. 

               Sem pensar nas consequências muitos adultos gritam com os seus filhos e dizem coisas como estas:

·        Você não presta
·        Você é muito burro
·        Você sempre estraga tudo
·        Você me irrita profundamente
·        Você vai ser sempre um fracasso
·        Você não vai servir para nada quando crescer
·        Você é uma peste
·        Não sei para que você nasceu
·        Tenho vergonha de você
·        Você é um inútil
·        Você não faz nada certo

“Cada uma dessas frases gera um sentimento de inadequação, de desamparo, uma vez que a base para a construção de uma identidade tem início na infância e é muito difícil construir uma imagem positiva de si mesmo quando os próprios pais não tratam a criança com respeito e dignidade.” Nos diz Beatriz Acampora em seu livro: “Autoestima: práticas para transformar pessoas”, Editora Wak, 2013.

Ainda neste livro encontramos frases que podem, de fato, incitar o surgimento de uma elevada autoestima na criança que, com certeza, irá modelar o seu promissor futuro, algumas reproduzo abaixo:

·        Você é muito inteligente e está melhorando a cada dia!

·        Esse exercício está incorreto. Tente novamente, sei que você é capaz de conseguir!

·        Você pode melhorar sempre! Estou torcendo por você!

·        Errar faz parte da vida! Quando erramos também aprendemos! Continue tentando e vai ficar cada vez melhor!

·        Procure ter mais cuidado com suas atitudes. Às vezes algumas pessoas podem ficar magoadas com que você fala ou faz e se afastarem. Pense no que pode acontecer antes de falar algo ou se comportar de determinada maneira.

·        Isso é apenas um contratempo que logo será superado. Vá em frente, você é um vencedor!

·        Você é muito importante para mim, para os seus amigos, para a sua família e para muitas pessoas que convivem com você!

Não é uma fórmula infalível de sucesso, afinal, outros fatores fora da casa podem influenciar também na implantação de um autoconceito negativo, mas não há como prejudicar (muito pelo contrário) agindo assim com os filhos.

Caso tenha interesse em saber mais sobre o tema, o livro da Beatriz Acampora pode ser encontrado nas grandes livrarias do país ou pela internet no site da própria Editora Wak.
              

Nenhum comentário: