PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

ÁGUA





            Uma modalidade forte de indução hipnótica é a neurossensorial. Unindo a força da visualização criativa com o direcionamento de sensações internas, podemos elencar  estados de espírito positivo. A vantagem é que pode ser utilizada como heterohipnose (com operador) ou sozinho, como autohipnose. Na primeira pode-se pedir a uma pessoa para ler o texto a seguir e permanecer de olhos fechados imaginando as cenas que são propostas. Na modalidade de autohipnose pode se proceder de duas formas: lendo de olhos abertos e imaginando as cenas ou gravando o texto e ouvindo depois de olhos fechados. Na verdade não existe uma forma melhor ou pior que outra. As pessoas se adaptam melhor de um jeito ou outro por suas próprias preferências internas. 

            Início da indução Água que tem por propósito ampliar a autoestima, dar uma sensação de totalidade e diminuir a fobia social:

            Imagine-se em um deserto. Trata-se de um imenso deserto de areias amarelo-avermelhadas com dunas imensas e perfeitas. Imagine-se em pé, no alto de uma duna, observando como o deserto se expande para todos os lados, imensamente vazio, sem nada. Olhe para o sol, o céu está limpo, o sol parece um escudo dourado e forte no meio do céu, trata-se do sol do meio dia! Você está em pé e olha diretamente para o sol sem sentir incômodo com sua luz e calor.

            Agora você volta a atenção para si mesmo e se percebe uma estátua de gelo. Transparente como cristal, você é totalmente feito de gelo antártico. Em pé, no alto de uma duna você começa a derreter. O calor é tanto que você passa por um processo de sublimação, direto do estado sólido, gelo, para o gasoso, vapor e sobe ao céu.  Neste caminho você pode contemplar todo o deserto abaixo de você, a imensidão de areia e o mar, bem adiante.

            No céu você se mistura às nuvens, se torna nuvem, flutua empurrado pelo vento na direção do mar. Sobre o oceano, precipita em forma de água, chuva! Você é chuva que cai no mar. Si mistura, dilui. Partículas minúsculas se espalham para todos os lados: você é oceano!

            Sendo oceano está em todo lugar! Cobre o globo da Terra em 71% de sua superfície... planeta água! Praias rasas, fendas profundas, vida em pequenas criaturas, imensas baleias, mar calmo, tempestades em alto mar, ondas baixas, maremotos e tsunamis. Banhando todos os continentes, circundando todas as terras e seus habitantes, você é oceano gigantesco! Brigando sem cessar com pedras nas encostas, suavemente banhando uma criança em algum lugar.

            Calor, vapor, sobe aos céus! Nuvem mais uma vez, o vento empurra-o continente adentro, precipita em sua forma de água sobre plantações, montanhas, rio, lagoas, desertos, cachoeiras, cidades, campos verdes, pessoas, animais, ruas alagadas, penetrando na terra, rompendo barreiras e se infiltrando nas lajes. Alimenta a vida: árvores, frutos, animais, pessoas, folhas verdes, pequenos peixes, grandes mamíferos, a vida depende da água. Você é, neste momento, água da vida.

            A água faz parte de todos os humanos, mais da metade, de todos os corpos humanos, é feita de água. A água pode chegar a 80% de nossa massa corpórea! Todos os seres vivos se igualam na necessidade de água.

            Sendo assim você está em todo lugar! Nos céus como nuvens, nos oceanos rasos e profundos, nos rios, lagos, aquíferos subterrâneos, cachoeiras e represas, na umidade no ar, e dentro dos corpos dos homens e animais. Sudorese e lágrimas, sangue e saliva... água iguala, se comunica, faz parte como elo de uma cadeia universal. Sinta este todo, essa potência comunicacional transparente e límpida.

            Água limpa, tonifica, rejuvenesce, transforma mesmo a pedra mais dura em superfície lisa. Você se purifica, fortifica a cada instante que se percebe parte desta unidade liquida. Sinta-se onde está, imagine-se voltado ao ambiente onde começou este texto (indução/áudio) e sinta-se bem para voltar as suas atividades normais de seu belo dia.  

            Fim da indução Neurossensorial Água. Após este exercício passe algum tempo refletindo sobre a experiência.  Caso durante a visualização você perceba alterações internas ou sensações, significa que o processo está se dando da melhor forma possível e o resultado será percebido logo ao final. Sucesso!

Prof. Msc. João Oliveira
Psicólogo

Texto novo sobre emoções na página, entre neste link e clique em curtir:

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

Nenhum comentário: