PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

quarta-feira, 16 de março de 2011

Alerta de Furacão

Do site de Notícias Ururau - http://ururau.com.br

A Defesa Civil de Campos recebeu alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) que um furacão com ventos de mais de 120 km/h se aproxima do Rio de Janeiro. O fenômeno batizado de Arani (tempo furioso, em tupi-guarani) não oferece riscos à população em terra - somente a barcos e aeronaves que cruzarem a rota do Cabo de São Tomé, no litoral fluminense, a 40 km de Campos.
O furacão está a 110 km da costa brasileira, seguindo em direção ao Oceano Atlântico. Nos próximos dias, deverá chegar à África. O Inmet informou que a Marinha Brasileira já tomou providências para evitar tráfego de embarcações e aviões naquela região.
O fenômeno teve início na última quarta-feira (11/03) passada a partir de ciclone extratropical que provocou tempestades na Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais. Meteorologistas explicam que o Arani se forma de uma frente fria, ao contrário dos furacões que costumam arrasar países no Caribe e têm origem no aquecimento das águas do mar.
Se o fenômeno for confirmado, será a primeira vez que um furacão atinge o litoral fluminense e a segunda vez que chega ao Brasil. Em 2004, o extratropical Catarina, classificado por cientistas americanos como da categoria 1, atingiu a Região Sul.
O Presidente da Colônia de Pescadores de Farol de São Thomé Rodolfo José Ribeiro disse que apenas uma embarcação de Campos está em alta mar e eles estão tentando localizar o barco para informar sobre o fenômeno. “Como estamos no período de defeso do camarão, toda a nossa frota está em terra”, finalizou.
Em São Joao da barra, o chefe da Defesa Civil Felício Medeiros também emitiu alerta recebido a Secretaria de Pesca do município. "Nossa preocupação é com as próximas horas, já que a informação é de aumento na velocidade dos ventos", declarou Felício.

Nenhum comentário: