PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

quinta-feira, 31 de março de 2011

Curso de Psicologia do ISECENSA recebe nota máxima do MEC !

Texto do nosso coordenador Prof. Dr. Paulo Arthur Buchvitz


PSICOLOGIA DO ISECENSA EXCELENTEMENTE RECONHECIDO PELO MEC

O Curso de Psicologia do Isecensa recebeu a visita da comissão do MEC para obter o reconhecimento do curso. A comissão foi representada por duas Professoras Doutoras. Após as reuniões com a direção, coordenação, corpo docente e corpo discente, as avaliadoras ficaram impressionadas com as competências e habilidades que o curso desenvolve na Ciência da Psicologia.

Reconheceram como modelo a Clínica de Psicologia, não somente pela infra-estrutura, mas pelos excelentes serviços prestados e desenvolvidos. Por causa das inovações pós-modernas e um empreendimento inédito para pesquisa, destacaram com admiração o laboratório de neuropsicologia, e, observaram que Isecensa, das avaliações que fazem desde 1997, faz parte das quatro melhores instituições que já visitaram.

O curso de psicologia foi avaliado em três dimensões: Na organização didática pedagógica tirou-se nota máxima: Segundo a comissão os locais são adequados, destacando-se a excelência do Serviço de Psicologia Aplicada (SPA) oferecido, que atende à população carente do entorno. Além disso, a supervisão é realizada de forma excelente, em diversas correntes teóricas, atendendo aos objetivos do curso.

Na segunda dimensão que é a avaliação do corpo docente recebeu-se outra nota máxima. O relatório enfatiza que o curso de psicologia do Isecensa forma um psicólogo capaz de avaliar, sistematizar e decidir as condutas mais adequadas, baseadas em evidências científicas, buscando desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde psicológica e psicossocial, tanto no nível individual quanto coletivo, bem como realizar serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética.

Na última dimensão outra nota máxima, que é instalação física. O relatório inicia o seu texto dizendo: “toda a infra-estrutura do Isecensa é de uma qualidade exemplar”; deixando bem evidente que Institutos de Superiores de Ensino do Censa possuem instalações de alto nível, que zela pela atividade fim institucional que é o ensino de qualidade, contendo uma biblioteca de 1460 títulos com 2276 livros somente para o curso de psicologia, tendo um acervo total de 21397 livros. Relata ainda, com ênfase, que curso possui intra-estrutura para atender pessoas com necessidades especiais, ressaltando que curso tem uma discente cadeirante e um docente com deficiência visual.

Nas considerações finais da comissão de avaliadores atribui o conceito máximo em todas as dimensões avaliadas, como redigido no texto: “Em razão do acima exposto (que é o conceito máximo) e considerando ainda as referências de qualidade dispostos na legislação vigente, nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) e neste instrumento de avaliação este Curso de Psicologia apresenta um perfil excelente de qualidade”.

Coordenador Paulo Arthur Buchvitz, Psicólogo pela Metodista-SP, Mestre pela PUC-SP, Doutor pela USP-SP.

terça-feira, 29 de março de 2011

Curso de Reconhecimento de Microexpressões Faciais



Com os excelentes desenhos do Watson Portela estaremos dando início ao Curso de Reconhecimento de Microexpressões Faciais em Campos. Neste curso, o participante é treinado para, em 50 milissegundos saber o que o outro está sentindo apenas observando as alterações nos rápidos movimentos faciais. 

Ser capaz de antever uma reação emocional mesmo antes que ela se manifeste a nível consciente no outro. São seis as emoções básicas que ocorrem em todo o mundo e se manifestam do mesmo jeito em qualquer ser humano, com maior ou menor expressividade dependendo da sua cultura social, somadas a uma sétima, que é social e pode não ocorrer do mesmo jeito em todo o mundo, pois ainda está em pesquisa nos continentes asiáticos. 

No entanto, com certeza, está bem presente em nosso ambiente ocidental. Conhecer, perceber, se antecipar nas decisões pode fazer toda a diferença. O interessante desta abordagem é que já existe em nós o mecanismo completo, este treinamento apenas abre uma porta da percepção adormecida. 

Após este curso será impossível não “ver” as emoções nas faces das outras pessoas, coisa que deveria ser absolutamente normal entre nós, humanos.

Caso seu interesse seja estritamente empresarial, faça uma consulta por e mail ( isec@isec.psc.br ) os nossos treinamentos e palestras com planos específicos para o setor privados para lojas e comércios; segurança publica e vigilância empresarial; políticos e advogados; psicólogos e médicos e, onde mais exista interação.

Hoje, nossa equipe está apta para atender solicitações no eixo Rio x São Paulo, mas o curso presencial só ocorre nas sedes do ISEC em Campos e no Rio de Janeiro em Copacabana.

Aniversário de 56 anos do Vice Governador Pezão



Natural do município de Piraí, Luiz Fernando de Souza, conhecido como Pezão, é formado em Economia e Administração de Empresas pela Universidade Estácio de Sá. Nascido em 29 de março de 1955, ingressou na vida política na década de 80, quando foi eleito vereador. Exerceu o mandato até 1988, voltando a legislar na Câmara Municipal de Piraí em 1992.

Eleito prefeito Piraí em 1996, com 75% dos votos válidos, Pezão transformou a vida do pequeno município localizado a 70 quilômetros do Rio de Janeiro. Tendo como meta a criação de postos de trabalho, principal carência da população de Piraí, o ex-prefeito trabalhou na criação de incentivos para a atração de empresas e, por este trabalho, recebeu o “Prêmio Mário Covas” concedido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) aos prefeitos que se destacaram como empreendedores em seus municípios.

Entre as empresas que se instalaram em Piraí estão a cervejaria Cintra, a indústria de componentes de computadores IMBP e a fábrica de fraldas e absorventes Aloés Aloés. Como prefeito, Pezão também procurou aprimorar a produção agropecuária de forma pioneira, dando incentivos à piscicultura em tanques nas áreas rurais. Reeleito em 2000, Pezão ganhou da população de Piraí um sinal verde para a continuação de seu trabalho, tendo recebido 86,06% dos votos válidos.

Focando também a educação do município, instalou em Piraí a universidade a distância dando aos moradores a chance de se graduar em cursos superiores sem precisar se deslocar para outros municípios. Outras realizações de Pezão em Piraí foram a criação do Centro de Convivência da Mata do Amador, o Centro de Informações Turísticas e a Feira de Artesãos de Piraí. Presidente da Associação de Prefeitos dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro (Apremerj) nos períodos 2001/2003 e 2003/2005, teve atuação destacada como interlocutor dos interesses do interior na Assembléia Legislativa e no governo do estado.

Com a criação do Piraí Digital, programa de desenvolvimento local que gerou em quatro anos grande número de postos de trabalho e acesso irrestrito a Internet, capacitando a população de Piraí, Pezão recebeu reconhecimento nacional e internacional.

Como prefeito, recebeu os prêmios Unicef (1999), Gestão Pública e Cidadania da Fundação Ford e Fundação Getúlio Vargas (2002), Fundação Roberto Marinho e Unesco na área de Educação (2000), Pastoral da Criança e Prefeito Amigo da Criança (2003), Gestão Pública e Cidadania da Fundação Ford e Fundação Getúlio Vargas pelo projeto Piraí Digital (2004), Prêmio Latino-americano de Cidades Digitais (2004) e o Top Seven Intelligent Communities, colocando Piraí entre as sete cidades mais inteligentes do mundo.

Facebook (1)

Facebook (1): "– Enviado usando a Barra de Ferramentas Google"

sábado, 26 de março de 2011

Nova Turma de Liderança Inteligente em Abril 2011

Neste mês de abril de 2011 mais uma turma de Liderança Inteligente terá início no ISEC. Serão quatro encontros, sempre as terças feiras a noite, que pode ser uma boa oportunidade para você investir no seu crescimento pessoal e uma fazer uma autoavaliação comportamental de desempenho.

Este é o famoso curso que reúne várias técnicas de áreas distintas que, foram somadas para mudar, de fato, a vida de qualquer pessoa. Para isso é necessário, somente, que você incorpore os conhecimentos obtidos no seu dia a dia. Não basta aprender. Treinar e utilizar é que trazem os resultados esperados.

São mais de vinte anos de estudos em centenas de livros, muita pratica em consultório, vários cursos já dados ao longo de dez anos, até conseguir uma formatação que, em 16 horas presenciais, apresenta ao participante os conhecimentos, numa forma pragmática. O que se aprende pode ser usado no segundo seguinte com resultado imediato. Vamos ver alguns tópicos aqui agora:

Autohipnose - Com essa ferramenta o participante será capaz de alterar seu próprio metabolismo em prol de uma saúde e perfomance melhor em todos os aspectos de sua vida. Nada de mágica ou truque – isso existe em nós e já está em funcionamento pleno – o problema é que o mundo tem uma mania de, quase sempre, programar negativamente. Cabe a nós, com esforço próprio, mudar essa programação e inserir o que pode ser mais útil no lugar do que hoje nos atrapalha.

Persuasão - Encontrar a forma certa de comunicação com o outro para que ele seja conduzido a tomar melhores decisões sem conflitos. O bom raport, o melhor jeito de comunicar depende de várias pequenas coisas que esse curso reúne de maneira prática. Exemplo dramáticos serão apresentados de como uma persuasão, direcionada negativamente, pode levar grandes grupos de pessoas a atos inimagináveis. Mas a boa persuasão pode auxiliar para uma resolução melhor em qualquer área em que pessoas estejam envolvidas.

Programação Neurolinguística - Quem é o outro, como posso acessar melhor o jeito como ele vê o mundo? As pessoas vêem o mundo de forma diferente e absolutamente pessoas. Cada um tem seu mundo próprio. Conhecendo o perfil de percepção do outro é possível melhorar o desempenho na comunicação, tornar mais íntimo e agradável qualquer contato. O outro estará mais a vontade na sua frente se você aplicar o vocabulário correto em seu diálogo.

Neuróbica - Exercícios para uma mente saudável, ativando conexões neurais adormecidas. Do mesmo jeito que a aeróbica trabalha o corpo, a neuróbica trabalha os neurônios não deixando que as sinapses neurais envelheçam ou percam contato umas com as outras. Neste momento, todos nós, estamos perdendo conexões e valorizando outras, isso faz parte da nossa evolução e envelhecimento. A neuróbica, com seus exercícios, procura frear esse avanço natural e provocar a fortalecimento das sinapses que já existem.

Neuroplasticidade - O cérebro mudando a si mesmo. Uma descoberta recente que nos dá a oportunidade de recobrar ou mesmo, criar, novas sinapses neurais e turbinar nosso cérebro. Muitos exemplos serão apresentados de como essa fantástica possibilidade está mudando a vida de pessoas ao redor do mundo. Vítimas de AVCs conseguem recuperar movimentos, cegos voltam a enxergar usando técnicas absolutamente impensáveis até então.

Reconhecimento de Microexpressões Faciais - Em 50 milissegundos saber o que o outro está sentindo. Ser capaz de antever uma reação emocional mesmo antes que ela se manifeste a nível consciente no outro. São seis as emoções básicas que ocorrem em todo o mundo e se manifestam do mesmo jeito em qualquer ser humano, com maior ou menor expressividade dependendo da sua cultura social, somadas a uma sétima, que é social e pode não ocorrer do mesmo jeito em todo o mundo, pois ainda está em pesquisa nos continentes asiáticos. No entanto, com certeza, está bem presente em nosso ambiente ocidental. Conhecer, perceber, se antecipar nas decisões pode fazer toda a diferença. O interessante desta abordagem é que já existe em nós o mecanismo completo, este treinamento apenas abre uma porta da percepção adormecida. Após o curso será impossível deixar de “ver” as emoções nas faces das outras pessoas, coisa que deveria ser absolutamente normal entre nós, humanos.

Linguagem Corporal - Saber como o corpo deixa transparecer as emoções e como isso interfere, de fato, na construção das nossas emoções. Controlar a linguagem corporal é direcionar a construção das nossas afetividades. A emoção é uma via de mão dupla, ela vai, do inconsciente para o corpo, e o contrário também é verdadeiro, ela pode fluir do corpo para a mente. Por isso ajustando o corpo do outro, com técnicas corretas, você pode estar ajudando fazer surgir emoções positivas e controlar as suas próprias. Basta mudar o corpo, em suas posições, e mudamos também de humor.

Leitura Fria - Ler o outro, entender o que se passa com ele apenas observando seus gestos e ser capaz de tomar a decisão mais acertada antes de ocorrer uma ruptura na conversação. O corpo diz mais sobre o que pensamos do que a nossa fala. A comunicação completa com o outro envolve conhecer o que, de modo inconsciente, ele está nos declarando em seus braços, pés e mãos. Um olhar, mais cuidadoso, em qualquer situação pode nos dar elementos úteis para o direcionamento de nossos argumentos. Quando é o melhor momento para se tomar uma decisão? A Leitura Fria nos dá essa possibilidade e muito mais, pois é esse o método usado pelos falsários que querem se passar por pessoas com dotes paranormais capazes de dizer fatos sobre sua vida sem que você diga uma só palavra. Isso é técnica, treinamento, aprendizado que você pode ter neste curso de Liderança Inteligente.

Interpretação e Programação (incubação) dos Próprios Sonhos - Entender o próprio inconsciente é possível pela interpretação dos próprios sonhos. Com base na psicologia analítica de Carl Gustav Jung o participante curso será levado a um novo universo, que está dentro dele. Melhor ainda, será capaz de direcionar seus sonhos buscando soluções para o cotidiano com auxilio de uma fonte inesgotável de conhecimento: a psique objetiva, o inconsciente coletivo. Nada de novo neste ambiente também, pois a interpretação dos sonhos é quase tão antiga quanto o próprio ser humano, prova disto é que está presente em todos grandes eventos. Na Bíblia é o momento da revelação, na antiga Grécia e na mitologia Egípcia era parte de um processo de cura, já o Dr. James Dobson diz que “do ponto de vista psicológico, os sonhos parecem ter dois propósitos básicos: eles refletem a satisfação dos desejos, dando expressão àquilo que desejamos; e, em segundo lugar, extravasam a ansiedade e as pressões que suportamos quando acordados.” O Sonho é tão valioso que um Cigano jamais revela seus sonhos a outra pessoa, nem mesmo a sua própria mãe! Pois, dentro de sua cultura, quem conta um sonho entrega a alma! Esse curso irá descortinar o que está por trás deste universo onírico.

Não deixe passar essa oportunidade! Apenas uma vez a cada semestre ocorre o curso de Liderança Inteligente de forma presencial. Entre agora no site do ISEC – http://isec.psc.br/– e faça sua inscrição. Existem muitas formas de se investir tempo e dinheiro, mas só existe uma riqueza que ninguém, exceto Deus, poderá lhe tirar: o conhecimento!

Caso seu interesse seja estritamente empresarial e somente algumas abordagens são do seu interesse, faça uma consulta por e mail ( isec@isec.psc.br ) para os nossos treinamentos e palestras de plano específico privados para lojas e comércios; segurança publica e vigilância empresarial; políticos e advogados; psicólogos e médicos e, onde mais exista interação entre humanos.

Hoje, nossa equipe está apta para atender solicitações no eixo Rio x São Paulo, mas o curso presencial só ocorre nas sedes do ISEC em Campos e no Rio de Janeiro em Copacabana.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Posse de Mauro Silva

O Secretario de Comunicação de Campos, Mauro Silva, assume, neste instante, a presidência do PT do B em Campos. A festa ocorre no Clube de Regatas Campistas.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Por que não choram os japoneses?


Após essa tsunami midiática, onde a informação fica em segundo plano e o show ganha destaque em busca da maior audiência, uma coisa ficou notada por todos: cadê o desespero dos japoneses?

Onde estava o povo correndo nas ruas chorando, gritando, fazendo, o que, normalmente faríamos (muito justamente) diante de uma tragédia apocalíptica?

Aliás, no nosso caso, brasileiros, nem precisa tanto.

Onde, diga-me o senhor, estavam as cinco milhões de câmeras, do mundo inteiro, que não conseguiram filmar o povo em desordem, desesperados, chorando (só vi um) e, esse detalhe é importante, com as mãos viradas para os céus pedindo ajuda?

Pois bem. Para continuar esse pensamento, ou parar sua leitura agora, é necessária uma concordância neste ponto: o povo brasileiro agiria da mesma forma que o japonês?

Se sua resposta for sim, se acredita que, diante de uma calamidade, todos nós ficaríamos organizados em filas e andando no meio de entulhos calmamente, pare aqui e aproveite seu tempo em algo mais produtivo, como assistir o Big Brother. Caso contrário, se acredita na possibilidade do povo japonês ser único em manter o equilíbrio, e está nos dando uma lição de comportamento diante do infortúnio, por favor, continue. Mas não diga depois que não foi avisado!

Acontece que o povo japonês é budista! Sendo sua cultura filosófica única, sim, pois o budismo não é uma religião, nenhum dos cinco tipos de budismo é, nós achamos que é por que não conhecemos outra forma de exercer a religiosidade. Bem, voltando a filosofia, ela diz que as bases das tradições e práticas são as Três Joias que todos devem ter em primeiro plano: O Buda que é o guia, mas não a última palavra embora seja o seu mestre; o Dharma que são os ensinamentos colocados na prática diária e suas óbvias conseguencias; e a Sangha, sociedade que compartilha os mesmos princípios budista.

Não é tão dificil de entender. Eles são criados com o pensamento que não há um Deus para dar (ou trocar) algo com eles: eles têm de fazer!

Não esperam do céu, nem ficam zangados com Deus se algo não sai do jeito que queriam. Pois, para eles, isso não existe, a deidade encontra-se em cada um de nós.

Então você não vai ver nenhum japones gritanto: “ – Por que você fez isso com a gente Deus? Eu fui bonzinho a vida toda e o Senhor faz isso comigo?”

Eles não esperam. Vão a luta! O desespero é fruto de uma decepção. Coisa que eles não têm pois nunca esperaram algo de um ser superior. Provavelmente, e isso sou em quem falo, não sei se eles pensam assim, a vida já seria o presente maior o resto, seria trabalho deles.

Será possível, na nossa cultura religiosa, absorver algum aprendizado disso tudo? Podemos unir o que somos com um pouco desse povo que, nos exemplifica, em seus atos? Uma coisa é dizer que têm teoria, outra, e observar na prática, na realidade.

Espero que não seja necessária mais nenhuma lição prática como essa, em lugar nenhum do mundo, independente da linha filosófica ou de religião.

Pense sobre isso, afinal, pensar não dói.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Sobre tratamento com Hipnose Clínica

Uma análise publicada na revista American Health Magazine, elaborada pelo psicólogo americano Alfred A. Barrios, Ph.D., revelou as seguintes percentagens de recuperação em pacientes que se submeteram a três diferentes formas de terapia:
- Psicanálise: 38% de recuperação após 600 sessões;

- Terapia Comportamental: 72% de recuperação após 22 sessões;

- Hipnoterapia: 93% de recuperação após 6 sessões (cerca de 1 mês e meio).


Alerta de Furacão

Do site de Notícias Ururau - http://ururau.com.br

A Defesa Civil de Campos recebeu alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) que um furacão com ventos de mais de 120 km/h se aproxima do Rio de Janeiro. O fenômeno batizado de Arani (tempo furioso, em tupi-guarani) não oferece riscos à população em terra - somente a barcos e aeronaves que cruzarem a rota do Cabo de São Tomé, no litoral fluminense, a 40 km de Campos.
O furacão está a 110 km da costa brasileira, seguindo em direção ao Oceano Atlântico. Nos próximos dias, deverá chegar à África. O Inmet informou que a Marinha Brasileira já tomou providências para evitar tráfego de embarcações e aviões naquela região.
O fenômeno teve início na última quarta-feira (11/03) passada a partir de ciclone extratropical que provocou tempestades na Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais. Meteorologistas explicam que o Arani se forma de uma frente fria, ao contrário dos furacões que costumam arrasar países no Caribe e têm origem no aquecimento das águas do mar.
Se o fenômeno for confirmado, será a primeira vez que um furacão atinge o litoral fluminense e a segunda vez que chega ao Brasil. Em 2004, o extratropical Catarina, classificado por cientistas americanos como da categoria 1, atingiu a Região Sul.
O Presidente da Colônia de Pescadores de Farol de São Thomé Rodolfo José Ribeiro disse que apenas uma embarcação de Campos está em alta mar e eles estão tentando localizar o barco para informar sobre o fenômeno. “Como estamos no período de defeso do camarão, toda a nossa frota está em terra”, finalizou.
Em São Joao da barra, o chefe da Defesa Civil Felício Medeiros também emitiu alerta recebido a Secretaria de Pesca do município. "Nossa preocupação é com as próximas horas, já que a informação é de aumento na velocidade dos ventos", declarou Felício.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Missa de Sétimo dia do Antonio Claudio

Será nesta quinta, dia 17, na Igreja da Pracinha do IPS. Paroquia de Nossa Senhora de Fátima às 19h00min.
Antonio frequentava essa Igreja mas, sempre ficava do lado de fora. Ele acreditava que deveria deixar o lugar, lá dentro, vago, para alguém que necessitasse mais que ele. BlogBooster-The most productive way for mobile blogging. BlogBooster is a multi-service blog editor for iPhone, Android, WebOs and your desktop

Missa de Sétimo Dia de Antonio Cláudio

Será nesta quinta feira na igreja do Ips, paroquia de Nossa Senhora de Fátima, igreja que ele freqüentava.
As 19h00

domingo, 13 de março de 2011

Polícia de SP vai usar hipnose para fazer investigações

Imagine uma testemunha ou vítima de crime deitada confortavelmente em um sofá. Um psiquiatra conversa com ela e usa técnicas de hipnose para quebrar barreiras do trauma. Em poucos minutos, ela revela as informações e em outro ponto da sala um retrato falado do criminoso ganha formas. Embora pareça cena de ficção, o método do hipnotismo é a próxima aposta da Polícia Civil de São Paulo na investigação de crimes graves.
 
O Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) pretende criar o primeiro setor de hipnose forense do Estado, em sua sede, no centro da capital paulista. O objetivo é extrair informações do subconsciente das pessoas hipnotizadas, para que relembrem informações que consideram esquecidas. O mesmo modelo existiu com sucesso, por mais de dez anos, na Secretaria de Segurança do Paraná, mas acabou suspenso por falta de especialistas.
 
A proposta surgiu na polícia paulista no fim do ano passado e já foram realizadas duas reuniões com médicos do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (HC) para formalizar um convênio. Enquanto isso, começaram os planos para mudanças na estrutura física do prédio do DHPP. Uma sala específica para o setor de arte forense (onde se elaboram retratos falados) está sendo criada com aspectos de consultório médico: ambiente com isolamento acústico, sofá confortável e antessala para parentes de testemunhas.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Obs. Podemos fazer isso aqui no Rio sem problema nenhum, temos ótimos profissionais a disposição. Alguns estão em plena formação de psicólogos e outros contam com larga experiência.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Do Antonio...

Do Antonio Claudio, professor, eu e o Renato Boldes, sabemos um monte de histórias boas. Algumas engraçadas, outras, nem tanto.

Por exemplo: Pouco gente sabe mais ele tinha mania de comer, pela manhã, bananas: " - Por causa do potássio!" Dizia ele. Era todo dia uma visita a uma barraquinha perto da Tira Gosto.

_______________

Renato Boldes dirigia o carro de reportagens da Rádio Litoral, um dia, na BR 101, o carro leva uma pancada e fica entre dois veículos, preso. As portas, amassadas, não abriam. Renato consegue sair e, em desespero, fica correndo em volta do carro procurando ajuda para tirar o Antonio.
Ninguém se machucou, mas Antonio não conseguia sair do carro. Vem passando um senhor na rua e Antonio resolve pedir ajuda desse jeito:
"- Meu senhor, por gentileza, o carro bateu e eu estou preso, acontece que esse carro é movido a gás e pode explodir a qualquer momento, o senhor poderia vir me ajudar ...?"
Óbvio que o cara começa a correr com medo do carro explodir. Antonio continua:
"- Senhor, não adianta correr, se explodir vai voar pedaço prá todo lado!"

______________________

Nós tínhamos um patrocinador que era dono de uma fábrica de móveis. No contrato dizia que Antonio deveria falar o patrocinio ao final de cada participação no ar. Isso nunca aconteceu de fato, pois ele esquecia, se perdia na narrativa, enfim. Chamei Renato e pedi que cutucasse o Antonio, sempre no final da participação, para lembrar do patrocinador. Olha só o que ocorreu: Um dia a reportagem estava cobrindo o assassinato de um senhor de 67 anos no meio de um canavial. Ele dizia da tristeza de estar diante de um corpo de um trabalhador, morto, no meio do seu ambiente de trabalho - Renato cutuca - segue Antonio: " - Num oferecimento das Fabrica de Móveis "XX" que não fabrica caixões, mas se fabricasse não teria problemas em doar um para essa pobre vitima da vilolencia urbana. Aproveitando  em nome de "fulano" mandamos os pesames aos familiares". Perdemos o patrocinador no minuto seguinte.

______________________________

E a rebelião? Tumulto total na carceragem, todos com medo dos presos que já tinham colocado fogo, agredido funcionários, a coisa estava feia mesmo. Quem foi o mediador? Quem entrou no meio dos presos para negociar a tregua? Claro, o nosso Antonio Claudio Viana. E, acredite, você, ele conseguiu uma boa negociação e a revolta terminou ali mesmo.

______________________

Antonio foi o que todos gostaríamos de ser - um herói! Bastava ver ele no Ferreira Machado. Quando o carro de reportagens chegava no Ferreira, Antonio demorava uma hora até chegar na recepção. Conversando com os doentes, atendendo pedidos de oração (fazia na hora, sem dúvida!). Esse era o cara!

_____________________________

Tem também o dia em que, não existia celular ainda, Antonio encontra um cara atropelado na Av. 15 de Novembro. Encosta o carro de reportagens e vai, com um radio de comunicação, até a vítima que estava caída no chão.
- " João, o cidadão está morto!"
- " Como assim Antonio? Quem é essa pessoa?" - repliquei do estúdio.
- " Bom, João, o cidadão está no chão, tem uma bicleta amassada ao lado, tem sangue, não se mexe, não respira... está morto!"
- " Mas Antonio, quem é? Qual a identidade dele, são milhares de ciclistas agora de manhã que sairam de casa para trabalhar...
- " Eu sei, mas ele está morto, ninguem aqui o conhece..."
- " Envia a mão no bolso e pega os documentos..." - Disse do estúdio -
- " Em nome da boa informação posso fazer isso, mas é contra os meus principios filosóficos...
Ele tenta enviar a mão no bolso do sujeito que desperta gemendo de dor.
- " Ai ... ai ... "
- " Um momento amigos, o morto não está tão morto assim ..."
Antonio não perde tempo e coloca o radio perto da boca do cidadão estendido no asfalto.
- " Meu senhor estamos no ar na Rádio Litoral no Programa De Olho Na Cidade, o senhor poderia, por gentileza, informar seu nome completo para os nossos milhares de ouvintes?"
- "Ai.... ai..... - O cara não conseguia falar de dor
- "Bom, amigos ouvintes, o cidadão prefere não revelar a sua própria identidade, o que é um direito dele! Não podemos negar. E nós não vamos insistir pois a privacidade é uma garantia, por lei, para todos nós!"

____________________________________________


E o dia, em que ele estava cobrindo um assassinato no IPS, próximo a casa dele. Foi mais ou menos assim:

" - Estamos aqui ao lado do corpo desse jovem que foi cruemente assassinado... oi? Como? ô João, quem passa por aqui agora é o Careca, que está te mandando um abraço. Nosso amigo, o Capitão Careca, mergulhador, boa pessoa... ele é amigo, também, do tio de minha cunhada. Os dois foram outro dia mergulhar em Cabo Frio. Terra boa, gosto muito de Cabo Frio, mas não tenho ido lá muito ultimamente... tem feito muito frio em Cabo Frio... (ri) gostou, pois é de trocadilho em trocadilho a gente junta os grãos de milho. O que me lembra que hoje é sexta e amanhã é sábado...
E por aí foi por mais dez minutos, e o morto? Não soubemos de mais nada...

_________________________________

Acho que assim é melhor, eu estava muito triste, comecei a lembrar dos bons momentos, liguei pro Renato, demos boas risadas lembrando dos dias em que trabalhamos, todos juntos, na extinta Rádio Litoral. Antonio merece ser lembrado assim: Boa praça! Boa gente! Nosso amigo! Nosso anjo da guarda!

Mais tarde eu volto a escrever mais histórias do Antonio -

Fotos do Antonio Claudio

Alguns amigos, da impressa, me solicitaram fotos do Antonio Claudio.
A Tv Litoral me enviou essas agora que, com certeza, foram tiradas pelo Renato Boldes:

Faleceu Antonio Claudio Viana


Nesta madrugada, no Hospital São José do Avaí, em Itaperuna. Antonio estava na UTI aguardando um doador para um transplante de fígado. Ele sofria com uma cirrose medicamentosa.

Aquela voz, que fazia a cidade parar, parou.
Aquele homão, de dois metros em pé, deitou.
Anjo no hospital, levado por outros, ao céu.
Antonio, mê dá um minuto?
Já vou estar com você amigo, 
o tempo passa diferente nesses dois mundos,
enquanto isso... saudades e falta.











terça-feira, 8 de março de 2011

A Lágrima do Tubarão

Algumas coisas deveriam ser impossíveis de se ver. Deveríamos ter uma reserva de privacidade e, pelo menos, nossos pensamentos e emoções serem privativos, imperceptíveis ao público. No entanto, a ciência avança e, cada vez mais, nos damos conta da nossa transparência. Você pode até questionar que isso é uma invasão, uma afronta, e está certo, pois é mesmo.

Não falo das câmeras que estão em toda esquina, nas lojas, nos shoppings, no metrô... e até nos elevadores. Vamos focar em outras coisas mais naturais, outras possibilidades esquecidas dentro de nós mesmos.

Como psicólogos fomos treinados para perceber emoções e indicar caminhos; atualmente, com novos conhecimentos adquiridos, somos capazes de fazer um pouco mais que isso. Darwin começou essa história com o seu livro sobre emoções dos homens e animais; hoje, Paul Ekman lidera nas pesquisas de reconhecimento de microexpressões faciais. Leciono essa matéria no ISECENSA-RJ, para o sexto período de psicologia, dentro da ementa de Neurolinguística e estamos dotando nossos alunos dessa habilidade impar: ler as emoções nos rápidos movimentos faciais.

Alguns movimentos faciais chegam a 250 milissegundos. Treinamos os alunos na velocidade de mudança de expressões em 50 milissegundos! Algo tão rápido que não se consegue ver, a nível consciente, e é então despertado algo que estava adormecido, uma linguagem subliminar facial.

Se não, vejamos! O corpo humano é perfeito, certo? O criador (DEUS) ou, a evolução, deixou em nós o que tínhamos de melhor. Então, por que a face tem uma musculatura absolutamente diferente do restante do corpo?

Os músculos do corpo humano estão ligando osso a osso, para gerar movimento, ou envolvidos em algum órgão proporcionando expansão e contração. Só na face, primatas em geral, os músculos ligam ossos à pele. Algo muito especializado ocorre aqui para ser obra do acaso.

Isso nos leva a concluir que, primeiramente, a face tinha também como função gerar comunicação entre seus pares. Com o tempo e o surgimento da fala, esta habilidade foi ficando em segundo, terceiro plano e, agora, quase não somos mais capazes de “ler” a face do outro.

Importantíssimo para qualquer um que lide com o outro: psicólogos, médicos, advogados, policiais, políticos, eleitores, mães, esposas... todos!

Sempre estamos envolvidos em diálogos e, invariavelmente, tomamos decisões confiando no conteúdo da fala do outro. E se, a fala, não estiver dizendo toda a verdade, ou todo o conteúdo necessário para que as informações plenas possam fluir? E se, o rosto, com suas microexpressões, falarem mais do que o conteúdo verbal do sujeito na minha frente?

Sim! Para quem sabe ler as expressões faciais e as microexpressões, o sentimento está bem aparente. Pode ajudar? Claro que sim! A comunicação fica melhor, mais clara. Pode atrapalhar? Bom, depende da sua compreensão ao lidar com os outros. Entenda que todos mentem, tentam enganar, mas não é culpa deles, é da natureza humana.

Algumas vezes fomos convidados por empresários e políticos para participar de reuniões, com nossa equipe, para fazer avaliações de seus convidados. Nem sempre o relatório diz para avançar nas decisões. Saber recuar de uma relação e, traçar novas estratégias, é melhor do que se envolver numa demanda posterior, desnecessária.

Há ainda os que acreditam na “mais valia”. Ou seja, sei que ele me engana, no entanto, ele me traz algum beneficio... tudo bem então.

Essa não é a única maneira de se ver o quase invisível para muitos, existem outras formas onde a tecnologia está envolvida de forma assustadora. Como na fala subvocalizada, por exemplo. Mas isso é tema para outro texto.

Sim, lógico, antes que eu me esqueça, tubarão não tem glândulas lacrimais.

domingo, 6 de março de 2011

Carnaval: Festa da Carne

Lembro-me do dia que, chegando a uma praia da região no Carnaval e, logo na entrada no pórtico, uma bela moça se aproximou do carro e me deu, pela janela, cinco camisinhas. Não perdi tempo em perguntar: “-Sou obrigado a usar todas hoje?”

A festa começa com um intuito de liberação, sem voltar às origens e querer reviver a tradição, a festa da carne tinha lá seu sentido literal. Isso mudou!

Claro que a civilização cobra seu preço para avançar, um deles é o estabelecimento de normas de conduta sociais. Não se pode (deve) sair por aí acreditando que todo(a) folião(oa) está disponível e saiu em busca do mesmo que você.

Mas, essa tal busca, reflete algo mais interno: a insatisfação com a própria existência. Quem busca na carne alheia o prazer de estar vivo deve estar um pouco morto por dentro.

Ser feliz, estar contente consigo mesmo, brincar o carnaval, vestido de índio ou pirata, sem a busca carnal desenfreada é o melhor, acredite, deste momento cultural.

Ainda ontem na TV vi algo meio fora da realidade, um jornalista pediu ao câmera man para mostrar a fantasia de uma mulata. Como? Como seria possível uma câmera normal focalizar em algo que só um microscópio eletrônico (de última geração) poderia captar? Brincadeira? Ele poderia ter dito: “-José, mostra a b... da moça aqui pros tarados de casa...” Estarei mais no contexto.

Não vamos também ser puríssimos de alma e nos trancarmos em casa com o terço na mão. Nem tanto ao mar, nem tanto a terra. Como dizia Buda, caminho do meio. Brinque se divirta nesses dias, mas, sem exaltação em demasia e nem obrigação de usar todas aquelas camisinhas.

A vida não termina na quarta feira, no entanto pode cobrar, pelo resto dela, o custo de uma terça feira gorda sem medidas.