PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Programa Sinal Verde Comunidade

Esta acontecendo agora no Jockey Clube em Campos atendendo centenas de
pessoas.

Secretário Estadual de Transportes anuncia melhorias no setor


Bilhete Único já beneficia 932 mil pessoas

Novos números do Bilhete Único e os avanços no sistema do Vale Social foram anunciados pelo Secretário de Estado de Transportes, Sebastião Rodrigues, na última semana. O secretário afirmou que estes são dois programas de máxima importância dentro do Governo do Estado, já que são direcionados à parte mais necessitada da população.

Dois meses e vinte dias após lançado pelo então Secretário Estadual de Transportes, Julio Lopes, o Bilhete Único completa a marca de 40 milhões de viagens realizadas. Os beneficiados diretos já chegam a 932 mil pessoas. A economia que o Bilhete Único já proporcionou a todos esses usuários soma mais de R$ 33 milhões, total subsidiado pelo Governo do Estado até agora. O programa atende todos os 20 municípios da Região Metropolitana e o cartão do BU é aceito nos ônibus, trens, vans legalizadas, metrô e barcas.

Vale Social foi reestruturado e também é destaque

O anuncio dos números foi feito em reunião na sede da Secretaria e a boa gestão do Vale Social também foi destaque na reunião. O benefício, que garante a gratuidade nos transportes de concessão estadual a mais de 59 mil portadores de necessidade especial e doentes crônicos, passou por uma intensa reestruturação. No final de 2006, havia 20 mil solicitações acumuladas. Graças ao empenho da nova gestão o déficit foi zerado e, atualmente, o serviço atende mais de três mil pessoas por mês.

- As melhorias no Vale Social foram implantadas na gestão do Secretário Julio Lopes, e desde então não param de acontecer. Depois da parceria feita com o Detran, a partir da qual aumentamos nosso número de médicos peritos, foi possível desenvolver com o Proderj uma importante ferramenta eletrônica, que vai permitir aos solicitantes do benefício acompanharem a evolução de seus processos via internet. – explica Sebastião.

Metrôs Barra e Ipanema também foram assunto

A reunião também discutiu os avanços dos estudos técnicos que estão sendo desenvolvidos para a viabilização da Linha 4, que vai levar o metrô até a Barra da Tijuca. Outro assunto abordado foi a fase final das obras de construção do elevador do Cantagalo, que ligará a estação de metrô General Osório diretamente à comunidade do Cantagalo, em Ipanema, proporcionando acessibilidade aos mais de 10 mil moradores da localidade.

Foto: Henrique Freire

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Governador Sérgio Cabral e seu Vice Luiz Fernando Pezão em Campos

Em Donana, ambos conversaram comigo sobre as obras que estão sendo lançadas hoje. São 97 milhões que serão investidos na recuperação de canais na baixada. Veja o vídeo:


Prefeita Carla Machado de São João da Barra


Em Donana acompanhando a visita do Governador do Rio Sérgio Cabral

Deputado Cristino Áureo


Falou conosco na mesma ocasião sobre as obras nos canais.

Prefeita Rosinha Garotinho no lançamento do pacote de obras em Donana


No dia 28 de abril de 2010 a Prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, esteve presente ao lançamento de um pacote de obras de drenagem de canais na baixada campista. Na ocasião nos concedeu esta entrevista que irá ao ar amanhã no programa DE OLHO NA CIDADE na TV Litoral Canal 20 da Viacabo TV.

Governador Sérgio Cabral em Campos

Para lançamento de um pacote de 97 milhões em obras. Daqui a pouco
colocaremos os vídeos dessa visita.

Meteoro tira fino da Terra!

domingo, 25 de abril de 2010

Ambiente antes da Largada do Circuito Vênus - 7h19min

Largada do Circuito Vênus

Passagen de Bia na outra pista após largada

Chegada Circuíto Vênus - RJ

Chegada de Bia = tempo 23min42seg , 27 no Geral e 11 na sua categoria

Beatriz fala logo após a chegada

Início da Festa de Formatura de Pós em Hipnose Clínica Hospitalar e Organizacional do IBHA - SPEIN

Formação da mesa para enntrega dos diplomas

Homenagens na Entrega de Diplomas de Pós em Hipnose

Uma vista do salão do Guanabara

Dr. Aúreo recebe o seu diploma de pós em Hipnose

Advinha quem recebe o diploma neste vídeo?

Continua a Entrega de Diplomas de Pós em Hipnose

O Psicólogo Gil Gomes recebe seu diploma e uma declaração de amor!

A festa de formatura termina da pista de dança do Guanabara

Poucos segundos antes da largada do Circuito Vênus

sábado, 24 de abril de 2010

Mesa montada para entrega dos Canudos de Pós em Hipnose Clínica Hospitalar e Organizacional

Dr. Paulo Paixão, o Mito Vivo!

Beatriz, Dr. Paulo Paixão e Clystine Abram

Noite de Gala da Hipnose no Brasil

Eliê de Carvalho e Marcelino Tomkowski e a teoria do caos

Agora e o João Oliveira com Imagens Mentais como auxílio ao tratamento

Heloísa Helena e Edson Dias, monografia sobre hiperminésia na hipnose

Eu e Dr. João, excelente apresentação !

Dr. João Jorge Cabral apresenta sua monografia

Última Aula de Pós Graduação em Hipnose Clínica

Dr. Roberto Trindade, advogado, falando para um grupo de Psicólogos no
Pinel, sábado pela manhã.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

10 erros mais comuns de Psicologos

De FLÁVIA MANTOVANI
da Folha de S.Paulo
A dona de casa Elisandra Bonfim, 28, fez terapia durante 12 anos. Teve duas psicólogas, chegou a ter sessões todos os dias da semana e gostava do processo. Mas diz que, com a última delas, que a atendeu por cinco anos, nunca teve coragem de ir para o divã.
Tinha medo de que a terapeuta dormisse, pois ela bocejava com frequência. "Acho que ela estava cansada naquela época, mas eu ficava muito incomodada com isso, pois acontecia em quase toda sessão. Cheguei a falar com ela, mas nada mudou", conta.
Outro problema era o fato de a profissional olhar demais para o relógio. "Sei que não pode passar da hora, mas eu ficava irritada com isso. Às vezes eu estava contando alguma coisa, tinha vários sentimentos envolvidos ali", lembra.
Nem por isso a terapeuta era pontual, diz Elisandra. Uma vez, chegou quando faltavam só dez minutos para o fim da sessão -foi preciso remarcar o encontro e voltar outro dia. "Ficava ansiosa, na expectativa. Tudo o que tinha planejado falar sumia da minha mente."
As atitudes descritas por Elisandra são algumas das citadas em uma lista que traz 12 maus hábitos que todo terapeuta deveria evitar. O autor também é psicólogo: o americano John Grohol, criador do portal Psych Central (www.psychcentral. com
 
), acessado mensalmente por 800 mil pessoas e eleito um dos 50 melhores de 2008 pela revista "Time".
Segundo Grohol, a relação entre terapeuta e cliente é única: pode ser mais íntima do que o mais íntimo dos relacionamentos, mas, paradoxalmente, exige uma distância profissional. "Os terapeutas são tão humanos quanto seus pacientes e possuem as mesmas fobias. Eles têm maus hábitos, como todos nós temos, mas alguns deles podem realmente interferir no processo terapêutico", escreveu.
Folha selecionou dez comportamentos citados por Grohol e pediu a especialistas brasileiros que os comentassem. Muitos deles não são um problema quando ocorrem isoladamente, mas podem atrapalhar a terapia quando se tornam um hábito.
Se eles passam a incomodar o paciente, a recomendação é ser sincero. "O paciente tem o direito de expressar as necessidades dele", diz a psicóloga Regina Wielenska, supervisora de terapia comportamental do curso de terapia comportamental e cognitiva do Hospital Universitário da USP (Universidade de São Paulo).
Wielenska lembra, porém, que algumas pessoas vão para a terapia justamente por terem dificuldade de se expressar.
"É o pior dos mundos quando o terapeuta tem atitudes inadequadas e o cliente não consegue se proteger delas. O melhor é quando ele se sente em condições de comunicar quando não concorda com alguma coisa", afirma.
1
Comer na frente do paciente
Esporadicamente, no caso de uma sessão extra pedida pelo paciente e marcada no horário de uma refeição, por exemplo, a atitude é aceitável, afirma o psicólogo Roberto Banaco, professor titular da PUC-SP.
"É melhor oferecer apoio ao cliente comendo do que negar esse apoio por falta de horário", diz Banaco. Mas necessidades pessoais como essa deveriam acontecer em outro contexto. "Comer na sessão mostra desrespeito pelo paciente", diz Wielenska.
O terapeuta da estudante Denise Thornberg, 22, transformou isso num hábito. Nas sessões, consumia Coca-Cola light e confeitos de chocolate. "Ele estava sempre com uma garrafinha de Coca na mão. Eu não gostava", conta.
Para o médico e psicanalista Sérgio Cyrino, filiado à Federação Brasileira de Psicanálise, isso não deve ocorrer jamais. "O analista não deve comer, oferecer ou aceitar comida."
2
Atender ao telefone
Emergências acontecem. O terapeuta pode ter de atender um paciente internado ou com risco de suicídio, por exemplo.
Nesse caso, o mais aconselhável é avisar antecipadamente ao paciente que isso pode acontecer e ser breve. "Se existir essa possibilidade, o terapeuta deveria dizer que, em caráter excepcional, pode ser necessário atender a uma ligação urgente. Mas isso deve ser raro, não pode se tornar um hábito", afirma Wielenska.
Atender a ligações de outro tipo é desaconselhável. "Imagine quando se interrompe um comunicado [do paciente] de intenso conteúdo emocional bem no meio. A compreensão, ao ser fragmentada, perde todo o sentido. O paciente se sente deixado em segundo plano. Como é que se conserta isso depois?", diz Cyrino.
3
Tomar notas em excesso
A figura do analista com um bloquinho na mão, que aparece em charges e filmes, é um falso símbolo da psicanálise, diz Cyrino. "Freud não anotava durante as sessões porque isso fragmenta a compreensão da situação da análise. Quem interrompe para tomar notas perde o fio da meada. O pensamento é muito mais rápido do que a palavra escrita. E o paciente se sente perseguido."
Para Banaco, anotações, quando ocorrem, podem ser feitas rapidamente por meio de palavras-chave, como lembretes para serem "recheados" com conteúdos nos intervalos entre sessões.
Denise Thornberg conta que seu terapeuta escrevia tanto que a incomodava. "Ele não me olhava nos olhos." Para Wielenska, o terapeuta deve pedir autorização para anotar e manter o contato com ele enquanto faz isso. "Quem trabalha frente a frente com alguém deve preservar o olhar e a atenção."
4
Atrasar-se para a sessão
O terapeuta pode ter que ficar mais tempo com um paciente, o que acarretará atrasos nas sessões seguintes. Mas, de novo, isso não deve ser hábito. "Quando o profissional estender a sessão desse cliente, ele saberá que os atrasos devem-se ao acolhimento para quem precisa, em contraposição à regra fria de que a sessão dura "X" minutos", diz Banaco. Ele acredita que, quando a demora é grande, o terapeuta deve dar satisfação a quem aguarda.
Para Cyrino, o atraso é muito comprometedor. "O analista deve sempre aguardar o paciente, para que ele tenha uma sensação de constância dentro da instabilidade afetiva que o traz ao tratamento. Como interpretar atrasos constantes de um paciente, que podem ter mil acepções, se o analista também se atrasa?", questiona.
5
Ser pouco acessível
Segundo os especialistas, deve haver um meio-termo em relação a esse item. Por um lado, não é recomendável que o cliente desenvolva uma extrema dependência do terapeuta. "Um paciente carente pode querer estar ligado 24 horas ao analista, como se fosse um bebê em simbiose com a mãe", compara Cyrino.
Por outro lado, estar inteiramente fora do alcance, especialmente em situações graves, não é aconselhável. "O terapeuta não pode ser impossível nem dar a impressão de disponibilidade total, como se fosse só do paciente -o que é um desejo frequente e compreensível", diz o psicanalista.
De acordo com Wielenska, cada terapeuta tem suas preferências em relação a esse assunto. "Alguns liberam celular e e-mail, outros autorizam o cliente a deixar recado. Eles devem colocar esses limites assim que começam a atender uma pessoa", afirma.
6
Olhar demais para o relógio
O terapeuta precisa controlar o tempo. Mas olhar demais para o relógio pode dar a impressão de que ele tem pressa para terminar a consulta.
Denise Thornberg trocou o terapeuta que tomava refrigerante por outra e está gostando. Mas diz que a atual olha demais para o relógio. "Enquanto eu falo, ela fica de olho para ver quando a sessão vai acabar. Isso desvia minha atenção. Penso: 'Será que estou falando muita coisa sem sentido?'."
Segundo Cyrino, com a experiência, o terapeuta ganha uma noção de tempo automática. "Mas ele não é máquina. Um recurso é ter um relógio num lugar discreto e consultá-lo sem caráter ostensivo." Já se isso ocorrer com um paciente específico, o terapeuta deve se perguntar o que está acontecendo na relação com ele.
7
Bocejar demais
Bocejar não é o problema: como qualquer pessoa, o terapeuta pode estar cansado em um determinado dia. A questão é quando a atitude se torna um hábito, que costuma ser interpretado pelo paciente como falta de interesse.
Mas, se o terapeuta não encontrar explicação para o sono e ele ocorrer sempre com um paciente específico, esse fato pode se tornar uma informação importante na terapia. "O cliente pode ter um padrão de comportamento que gera tédio também fora do consultório", diz Regina Wielenska. "Mas essa atitude [bocejar] deve ser contida, pois a terapia requer foco e concentração."
Já dormir é tido como inadmissível. "Se o terapeuta percebe que não suporta o sono, deve suspender a sessão", diz Roberto Banaco.
8
Contato físico excessivo
No Brasil, costuma ser aceito um maior contato físico ao cumprimentar alguém. "Na nossa cultura, é normal dar um beijinho ou um ligeiro abraço. O terapeuta pode fazer isso com leveza e rapidez, sem tom erótico", diz Wielenska.
Mas deve haver limites. "Por ser uma relação facilmente confundida com uma relação afetiva, um contato físico exacerbado pode atingir fragilidades dos clientes. Trata-se de um abuso da relação desigual que se instala no contrato terapêutico: o cliente tem problemas e o terapeuta tem soluções", afirma Banaco.
Segundo Cyrino, muitas terapias psicológicas usam o contato físico no tratamento, mas não a psicanálise. "Para essa corrente, o excessivo contato físico favorece a dependência emocional do paciente, dificultando seu crescimento." Vale lembrar que o contato sexual entre terapeuta e cliente não é adequado em nenhum caso.
9
Falar demais sobre si mesmo
A sessão é do cliente, e não do terapeuta. "No entanto, temos bagagem, história de vida e, em situações específicas, ela pode ser usada em benefício da terapia", diz Wielenska.
Mas, se o terapeuta sente falta de amigos, não deve buscá-los nos clientes. "O analista pode estar carente, pois é de carne e osso. Nesse caso, deve redobrar a atenção para não misturar sua vida à do paciente. Muitos gostariam de ser amigos do analista, mas isso desvirtua o foco da terapia", diz Cyrino.
A chave é ver se há propósito terapêutico. "Qualquer fala sobre si mesmo que não tenha um propósito terapêutico é uma fala em demasia", diz Banaco.
Segundo ele, se o paciente tem o terapeuta como modelo e segue seus conselhos cegamente ou o imita, expor a vida pessoal é ainda mais danoso.
10
Vestir-se inadequadamente
Como qualquer pessoa, o terapeuta tem seu estilo e não precisa abrir mão dele no ambiente profissional. "Atendemos surfistas, publicitários, executivos. Não podemos ser camaleões para nos ajustarmos ao estilo de cada cliente. O terapeuta só não pode estar vestido de maneira profundamente chamativa, vulgar, suja ou descuidada. O resto é uma questão pessoal", diz Wielenska.
De fato, há limites. "Deixar à vista longas extensões de pele não é desejável: bermudas, camisas abertas, decotes pronunciados ou saias tão curtas que mostrem a roupa de baixo são absolutamente inapropriados", lista Banaco.
Para Cyrino, o foco não deve ser o terapeuta, inclusive no quesito vestimenta. "Não é necessário vir de batina, mas o oposto faz com que o foco de atenção se desvie do paciente para o analista. E é o paciente que veio mostrar seus conteúdos", diz Cyrino.

João Oliveira é Considerado o comunicador que melhor informa!

Uma boa notícia:



O Blog do Dr. Claudio Andrade fez uma pesquisa para saber quem é o lucutor/apresentador que melhor informa.




Vários nomes foram colocados a disposição dos internautas, o meu estava em entre eles, o que, em si, já é uma boa notícia, ser lembrado entre tantos bons profissionais de rádio e tv.
Para minha grata surpresa o meu nome foi escolhido pela ampla maioria dos internautas.



Por isso venho de público agradecer a todos que confiam no meu trabalho e renovo o nosso contrato de estar sempre tentando fazer o melhor, embora isso nem sempre seja possível.



Obrigado a todos! Minha responsabilidade aumenta com essa demonstração de confiança.

No Blog do Dr. Claudio Andradre : http://blogclaudioandrade.blogspot.com/



O blog concluiu mais uma enquete. Desta vez questinamos os leitores acerca de qual o comunicador que informa melhor. Foram 247 citações e dentre as válidas, o primeiro colocado foi o apresentador João Oliveira do Programa de 'Olho na cidade'. Ele recebeu 71 votos que correspondem a 28% das citações válidas.


1- João Oliveira - 71 votos (28%) - Tv Litoral e Rádio Continental


2- Alexandre Tadeu - 27 votos (10%) - Rede Record de Televisão


3- Antônio Carlos Paes - 19 votos (07%) - Rádio Continental


4- Cláudio Nogueira - 14 votos (05%)
- Rádio Continental

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Psicologia e Marketing

Atenção Turma, a Prova é na Terça-Feira!
Olha o resumão aí gente !!!!!
resumao VI de 27 04 2010

terça-feira, 20 de abril de 2010

Aniversário do Victor

Foi ontem, dia 19, 25 anos.
Adulto, formado, feliz ...
Ainda lembro do dia, parece tão perto, que seus pés, sobre os meus, ensaiavam os primeiros passos.
Claro, essa memória é um privilégio meu, as deles foram e estão sendo construidas
com seu formato próprio e pessoal.
Vai Victor, que o mundo é seu para usufruir das alegrias e dores!
Espero que, como eu, mais alegrias. Pricipalmente por ter filhos como você e sua irmã.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

JULIO LOPES RECEBE TÍTULO DE CIDADÃO DE TRÊS RIOS


Da esquerda para direita: Vereador Dr. Edson, Júlio Lopes, o Prefeito Vinicius Farah e o presidente da Câmara Beto Barbosa na foto do Fábio Ferreira.


Ex-secretário estadual de Transportes é homenageado pela Câmara Legislativa da cidade

Um dos mais importantes entroncamentos rodo-ferroviários do estado do Rio, o município de Três Rios concedeu, neste final de semana, ao ex-secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, o título de Cidadão Trirriense. Julio Lopes recebeu a homenagem das mãos do vereador e amigo Dr. Edson Soares, que agradeceu ao ex-secretário pelas intervenções feitas na cidade durante sua gestão. A cerimônia, que aconteceu na sede da Câmara dos Vereadores, foi liderada pelo presidente da Câmara, Beto Barbosa, e contou com a presença do Prefeito Vinícius Farah, e de seu secretário de Indústria e Comércio, Julio Freitas, reuniu outros representantes da classe política local, empresários e parte da população de Três Rios.

Após a entrega do título, Julio Lopes agradeceu a todos pelo prestígio e elogiou a parceria entre o município da Região Serrana e o Governo do Estado. Julio Lopes associou a vontade política e o empenho dos dois governos ao crescimento de Três Rios, e à migração de novas 78 empresas para a região.

- Aqui pelo município passa grande parte dos recursos minerais que geram receita para o avanço de todo o país. Além do intenso trabalho do prefeito, com todo seu secretariado, e dos vereadores desta Casa, Três Rios está localizado numa região estratégia e conta com mão-de-obra especializada. A cidade encontra-se em franco processo de crescimento e valorização. Não seria um acaso o fato de 78 empresários estarem vindo para cá ao mesmo tempo – ressaltou Julio Lopes.

Com o crescimento da cidade, a convivência entre a população e a linha férrea se tornou bastante estreita. A fim de estabelecer uma melhor harmonia entre a ferrovia de carga e as pessoas, Julio Lopes prometeu acionar a direção da concessionária responsável pela linha, a fim de que sejam desenvolvidos mecanismo adequados que possibilitem a continuação do sistema atual. Entre as sugestões, está um moderno sistema de sinalização e proteção de vias férreas.

A região também está atenta às novas modalidades de transporte alternativo e não poluentes. A partir de junho, por exemplo, a empresa VMAG, montadora de scooters elétricas a preços populares, passará a construir com peças fabricadas no Brasil, solidificando o mercado genuinamente nacional. Os donos da empresa disseram ao homenageado, Julio Lopes, que a fabricação das peças, vai gerar uma importante redução de custo para venda, além da abertura de diversos postos de trabalho.

A cerimônia contou ainda com as presenças de diversos vereadores, entre os quais, o presidente da Casa, Beto Barbosa, o 1º Secretário, Marco Antônio Azevedo, e o 2º secretário, Joacir Barbalho.

domingo, 18 de abril de 2010

Aula de Testes Psicológicos do ISEC no Colégio Mallet Soares

Para entrar na próxima turma, acesse o site do ISEC: http://isec.psc.br

Dr. Alberto Cobian fala sobre receptores semânticos


Assim como vários elementos quimicos tem seus receptores no nosso sistema limbico, as palavras também podem ativar algumas produções endocrinas.
Meu espanto com a fala do Dr. Cobian é que esse assunto é parte do meu trabalho de mestrado. Até recentemente nunca tinha ouvido falar desse assunto, agora, onde quer que eu vá encontro autoridades compactuando com essa possibilidade.
No caso do Dr. Cobian a descoberta se deu pela necessidade de resolver o problema de milhares em seu país: Cuba. Sem remédios disponiveis para toda a demanda, a hipnose semântica foi a solução.
Nós no ISEC estamos desenvolvendo alguns tipos de tratamento seguindo essa linha, com os conhecimentos adquiridos nesse workshop e o material escrito cedido pelo Dr. Cobian, a velocidade agora aumenta e a responsabilidade também.

Wokshop com Dr. Alberto Cobian no Pinel

sábado, 17 de abril de 2010

Curso de Psicologia Organizacional


Dinâmica Escravos de Jó.
Você pode fazer parte da próxima turma, em Campos, Macaé ou Rio de Janeiro, acesse o site do ISEC - http://www.isec.psc.br

Curso de Psicologia Organizacional

A aula está ocorrendo agora no Colégio Mallet Soares em Copacabana.
Você pode fazer parte da próxima turma, entre no site do ISEC e veja
todos os detalhes: http://isec.psc.br

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Homenagem dos Hipnologos Cariocas do Ibha

Dr. Cobian, Fábio Fuentes e Clystine Abram

Cobian e Fábio Fuentes

Os Receptores Semanticos do Sistema Autonomo.

Bia, Dr. Cobian e Clystine Abram

Beatriz, Gil Gomes, Alberto Cobian e João Oliveira

Gil Gomes, João Oliveira e Fábio Fuentes

Fábio Fuentes e Clystine Abrahm

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Grupo 06 - Comite de Ética do ISE

Grupo 05 - Ética em Pesquisas

Marcelo , Thayna, Sirlei, Thais, Livia e Jessica Helena.

Grupo 04 - Ética em Pesquisas

Composição do CEP - Bianca, Jéssica, Juliana e Maria José.

Grupo 03 - Ética em Pesquisas

Protocolo para o comitê de Ética.

Grupo 02 - Ética em Pesquisas em Psicologia

E Assim Deus Criou o Homem . . .

DEUS CRIOU O BURRO E DISSE: Trabalharás incansavelmente de sol a sol, carregando fardo nos lombos. Comerás capim , não terás inteligência alguma e viverás 60 ANOS. SERÁS O BURRO

O BURRO RESPONDEU: Serei burro, mas viver 60 ANOS é muito, Senhor. Dá-me apenas 30 ANOS. Deus lhe deu 30 ANOS.

DEUS CRIOU O CACHORRO E DISSE: Vigiarás a casa dos homens e serás seu melhor amigo. Comerás os ossos que ele te jogar e viverás 20 ANOS. SERÁS O CACHORRO

O CACHORRO RESPONDEU: Senhor, comerei ossos, mas viver 20 ANOS é muito. Dá-me 10 ANOS. Deus lhe deu 10 ANOS.

DEUS CRIOU O MACACO E DISSE: Pularás de galho em galho, fazendo macaquices, serás divertido e viverás 20 ANOS. SERÁS O MACACO

O MACACO RESPONDEU: Senhor, farei macaquices engraçadas, mas viver 20 ANOS é muito. Dá-me apenas 10 ANOS. Deus lhe deu 10 ANOS.

DEUS CRIOU O HOMEM E DISSE: Serás o único ser racional sobre a face da Terra, usarás tua inteligência para te sobrepores aos demais animais e à Natureza. Dominarás o Mundo e viverás 30 ANOS.

O HOMEM RESPONDEU: Senhor, serei o mais inteligente dos animais, mas viver 30 ANOS é muito pouco. Dá-me os 30 ANOS que o BURRO rejeitou, os 10 ANOS que o CACHORRO não quis, e também os 10 ANOS que o MACACO dispensou.

E ASSIM DEUS FEZ O HOMEM ... Está bem... Viverás 30 ANOS como HOMEM. Casarás e passarás a viver 30 ANOS como BURRO, trabalhando para pagar as contas e carregando fardos.

Serás aposentado pelo INSS, vivendo 10 ANOS como CACHORRO, vigiando a casa.

E depois ficarás velho e viverás mais 10 ANOS como MACACO, pulando de casa em casa, de um filho para outro, e fazendo macaquices para divertir os NETOS...

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Visita do Governador Sérgio Cabral e do Eike Batista ao Porto em Março de 2009

Comitiva chinesa visita a obra do porto do Açu -SJB


Uma comitiva chinesa formada por 100 empresários e pelo vice-ministro do Comércio da China, Jiang Yaoping, irá visitar as obras do Superporto do Açu no dia 16, próxima sexta-feira.

A visita é parte do evento “Investindo no Rio de Janeiro: Superporto do Açu – Porta de entrada do Brasil para as empresas chinesas”, que será realizado pelo Grupo EBX em parceria com o Ministério do Comércio da China, Câmara Chinesa do Comércio para Importação e Exportação de Maquinários e Produtos Eletrônicos e Strategus Consultoria. O objetivo do encontro é apresentar o Superporto do Açu como alternativa para instalação de empresas chinesas no Brasil.

Desenvolvido pela LLX, empresa de logística do Grupo EBX, o Superporto do Açu é um terminal portuário privativo de uso misto que está em construção desde outubro de 2007 em São João da Barra, no norte fluminense.

Além de executivos da LLX e do Grupo EBX, também participarão do evento representantes do Governo do estado do Rio de Janeiro e do município de São João da Barra. A comitiva representa 65 empresas de segmentos como petróleo, energia, tecnologia e siderurgia, entre outros.

Na mesma data o controlador do Grupo EBX e presidente do Conselho da LLX, Eike Batista, assinará um Acordo de Parceria Estratégica com a Wisco, terceira maior siderúrgica da China.

O acordo reafirma os principais termos e condições, divulgados em Fato Relevante ao mercado em 30 de novembro de 2009, para a construção e operação de uma planta siderúrgica no Complexo Industrial do Superporto do Açu. De acordo com o documento, a EBX deverá deter 30% e a Wisco 70% desta planta siderúrgica, que terá capacidade inicial para produção de 5 milhões de toneladas de produto por ano.

O evento de assinatura será em Brasília e contará com a presença dos presidentes do Brasil e da China.

Conheça o Superporto do Açu
O Superporto do Açu possui um projeto inovador, que utiliza modernas práticas de engenharia, construção e operação, que será comparado aos mais modernos e eficientes portos do mundo existentes na Ásia e na Europa.

No total serão investidos R$ 4,3 bilhões no Terminal Portuário Privativo de Uso Misto do Açu, sendo R$ 1,9 bilhão pela LLX Minas-Rio (responsável pela implantação do terminal portuário dedicado ao minério de ferro) e R$ 2,4 bilhões pela LLX Açu (responsável pela operação das demais cargas como produtos siderúrgicos, carvão, granéis líquidos e granito).

A LLX já possui cerca de 60 memorandos de entendimento assinados e/ou em negociação com empresas que querem se instalar ou movimentar cargas no Superporto do Açu.

Entre eles está o acordo de cooperação com a Wisco, terceira maior siderúrgica da China, assinado com a EBX em novembro de 2009 para associação entre as duas empresas para a construção e operação de uma planta siderúrgica integrada no Complexo Industrial do Superporto do Açu. A previsão é que a siderúrgica tenha capacidade inicial para produção de 5 milhões de toneladas de produtos por ano, com a possibilidade de aumento nos próximos anos.
Além disso, a LLX também assinou acordos comerciais com a Camargo Correa Cimentos e com a Votorantim Cimentos para a implantação de unidades industrias para a produção de cimento no Complexo Industrial do Superporto do Açu.

Características
Com área de 9 mil hectares e construção iniciada em outubro de 2007, o Superporto do Açu será uma nova alternativa para o escoamento da produção dos estados do centro-oeste e sudeste do país, que atualmente sofrem com gargalos logísticos.

Com profundidade de 18,5 metros, e possibilidade de ampliação para 21 metros, o Superporto do Açu terá capacidade para receber navios de grande porte com fretes mais competitivos. Além disso, o empreendimento também contará com uma ponte com 2,9 quilômetros de extensão (que ligará a costa aos píeres para atracação de navios) já concluída, e estrutura offshore com 10 berços para movimentação de produtos como minério de ferro, petróleo, produtos siderúrgicos, carvão e granéis sólidos.

Projetado no conceito porto-indústria, o Superporto do Açu possui também uma retroárea para estocagem de produtos que serão movimentados, além de um complexo industrial contíguo que abrangerá siderúrgicas, usina termoelétrica da MPX (empresa de energia do Grupo EBX), cimenteiras, pólo metalmecânico, usinas de pelotização de minério, unidade de tratamento de petróleo entre outros.

Também serão oferecidos serviços complementares prestados por empresas especializadas, como expedição, integração intermodal, armazenagem e desembaraço aduaneiro.

A previsão é que sejam movimentadas 60 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, além de 46,4 milhões de m3 de petróleo, 10,2 milhões de toneladas de produtos siderúrgicos, 12,6 milhões de toneladas de carvão e 5 milhões de toneladas de granéis sólidos.

O início da operação do Superporto do Açu está previsto para o início de 2012.

Os dados acima constam do Estudo de Viabilidade Econômico-Financeiro da LLX elaborado pela VERAX Consultoria .

Geração de emprego
A LLX já concluiu a 1º etapa do Programa de Qualificação de mão-de-obra em São João da Barra. Oferecido em parceria com o Senai e com a Prefeitura da cidade, o programa formou 440 alunos em cursos como mecânica, operadores de empilhadeira, técnicos hidráulicos, soldadores, pedreiros, almoxarifes, carpinteiros, armadores de ferro e assistentes administrativos. A previsão é que a 2º etapa seja iniciada no segundo semestre deste ano.

Quando o porto e o Complexo Industrial estiverem funcionando, a previsão é que sejam gerados cerca de 50 mil postos de trabalho. Além disso, a estimativa é que o Superporto do Açu irá atrair US$ 36 bilhões em investimentos para a região. Atualmente, cerca de 2 mil pessoas trabalham atualmente na construção do porto.

Os dados constam na Avaliação Ambiental Estratégica, estudo realizado pela Consultoria Arcadis Tetraplan, que simulou a ocupação da área industrial e seus respectivos impactos. O relatório contribuirá para o planejamento regional, já que identifica os investimentos necessários para atender a demanda. O estudo já foi apresentado aos Governos Estadual e Municipal.

Perfil e projetos
A LLX, empresa de logística do Grupo EBX, foi criada em março de 2007 com o propósito de prover o país com infraestrutura e competências logísticas, principalmente no setor portuário. Seus projetos possuem localização estratégica e profundidade adequada aos maiores navios, utilizando a mais moderna tecnologia portuária. Isso resulta em operações eficientes e de baixo custo.

Atualmente a empresa desenvolve dois projetos: Superporto do Açu, em São João da Barra, e Porto Sudeste, em Itaguaí - ambos no estado do Rio de Janeiro.

O Porto Sudeste é um Terminal Portuário Privativo de Uso Misto, dedicado a movimentação de minério de ferro, que será instalado na Ilha da Madeira, em Itaguaí (RJ). Estrategicamente localizado, o Porto Sudeste representa a menor distância entre os produtores de Minas Gerais e o oceano. A construção do empreendimento será iniciada ainda no primeiro semestre deste ano e a previsão é que a operação aconteça no final de 2011.

O empreendimento terá área de 52 hectares, profundidade de 21 metros e estrutura offshore com dois berços de atracação para navios. O investimento previsto é de R$ 1,8 bilhão para movimentação de 50 milhões de toneladas por ano, com possibilidade de expansão para 100 milhões de toneladas.

E mais um dia se finda na planície goitacá

Fatos Marcantes na História de Campos - Abril

No dia 15 de abril de 1870 nasce o escritor e jornalista Múcio da Paixão.

No dia 15 de abril de 1968 a peça “A Moratória”, de Jorge Andrade, montada pelorêmio Casimiro Cunha, inaugurava o palco do Teatro de Bolso.

No dia 18 de abril de 1960 nasce o ex-governador e ex-prefeito Anthony Garotinho Matheus de Oliveira.

No dia 21 de abril de 1903 foi inaugurada a Biblioteca Municipal.

No dia 23 de abril de 1898 nasce o médico, deputado e prefeito Barcelos Martins.

No dia 23 de abril de 1952 foi inaugurada a Ponte General Dutra.

No dia 28 de abril de 1940 um objeto não identificado corta o espaço, às 21:30hs, provocando intensa luminosidade e uma explosão ao longe.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Julio Lopes recebe homenagem no seu aniversário

Mais de quatro mil pessoas compareceram ao Irajá Atlético Club, na noite desta segunda-feira (13.04), para prestigiar o aniversário do ex-secretário estadual de Transportes, Julio Lopes. A festa tomou conta dos dois salões do tradicional clube do bairro, e foi animada com muita música e com direito a pista de dança. Acompanhado da esposa Kitty MonteAlto, e do filho João, de dois anos, Julio Lopes dividiu a festa com o deputado estadual e grande amigo, Dionísio Lins, que também faz aniversário em abril. Muito feliz, o ex-secretário foi recebido com aplausos e abraços de amigos de longa data, moradores do Irajá e de bairros próximos.

- Aqui tem gente da melhor qualidade. Muitos amigos que não vejo há muito tempo. É um grande prazer receber o carinho desta comunidade, pela qual tenho enorme respeito e admiração. Quero retribuir esta prova de amizade! O Irajá Atlético Clube, além de levar recreação aos vizinhos, é um local de grande importância sócia e encontros marcantes. Aqui idosos e crianças fazem aulas de educação física, hidroginástica e até yoga – reconheceu Julio Lopes.
Segundo o deputado Dionísio Lins, morador de Irajá, Julio Lopes é um grande amigo da região, e está sempre presente aos eventos realizados no bairro. Acompanhado pela esposa, a vereadora Vera Lins, Dionísio apresentou dois grandes shows de artistas locais, que fizeram o público dançar das 19h até a meia noite.

A festa contou ainda com um depoimento emocionante do senador Francisco Dornelles no telão, que parabenizou Julio Lopes e Dionísio Lins, pelos aniversários e pelo trabalho voltado para os avanços no estado do Rio de Janeiro. O senador brincou dizendo que os dois estavam fazendo 18 anos de idade, mas que tinham mais de 200 no que diz respeito à responsabilidade social e competência na administração pública.

A festa reuniu mais de quatro mil pessoas. Estavam presentes ainda o secretário estadual de Transportes, Sebastião Rodrigues, o sub-secretário municipal de Administração Pública, Igor Baremboim, e o diretor do Ceasa, Cel. Paulo Afonso Cunha.

Fotos de Fábio Ferreira

Grupo 04 - Psicologia e Marketing

Andryely, Erivania, Luciana, Elaina, Gabriela, Danielle, Maria Paula e
Tayna.

Grupo 05 - Psicologia e Marketing

Karoline Carvalho, Fernanda Macedo, Fernanda Aparecida, Graciane de
Azevedo, Taiany Pita e Naira Romano.

Grupo 06 - Psicologia e Marketing

Aline Viana, Alinni Miranda, Clarissa Estevam e Fernanda Machado.

Grupo 03 - Psicologia e Marketing

Bianca, Mariana, Marina Sanguedo, Marina Barros, Suly Ana, Leticia,
Livia e Renato.
Apresentação do Livro Os Meios De Comunicacao Como Extensao do Mal
Estar.

domingo, 11 de abril de 2010

Resultado do Treino de Beatriz Acampora:

Beatriz: Início do treino de 28 Kms às 05h18min na BR 356

Bia às 5h44min com 6 Kms de Treino

Bia às 6h43min com 14 Kms de treino

Bia às 7h com 17 Kms de Treino

Bia às 7h31min na marca de 22 Kms de Treino

Bia às 7h56min com 26 Kms de Treino

Chegada dos 28 Kms de Bia

sábado, 10 de abril de 2010

Ate carro de novela tem medo do IPVA do RJ

Essa e a placa do carro de José Mayer (Dr. Marcos) em Viver a Vida, novela da Globo.

Um Mercedes conversível, carro de rico mesmo.

Mas, para fugir do alto IPVA do RJ, o personagem dele, veja a foto, emplacou o carro em Curitiba, onde o imposto deve ser mais barato.


Se ele pode, e tá na cara para o Brasil ver, o povo de Campos também deve poder!

Ou não?

Veja se existe motivo para estar triste:

A Foto do Ano

Aula de Hipnose Clínica no Isec

Ainda dá tempo de você fazer parte deste grupo, as aulas de reposição ocorrerão em Maio.

Ligue (22) 2731 2272 ou entre no site : http://isec.psc.br

sexta-feira, 9 de abril de 2010

O TEMPO DO SER EU


Essa nossa dinâmica de vida veloz, internet, celular, carro e avião nos fazem mudar. E, certamente, não é para melhor.

Qual o tempo que você tem reservado para um encontro especial e solitário com você mesmo? Não estou falando de meditação ou de algo transcendental. Também não seria a terapia ou análise.

Falo de algo mais simples: dois minutos de silêncio dedicado ao seu corpo!

Apenas dois minutos! Olhos fechados, respiração compassada e introspecção. Sentir o corpo, as pernas, braços, barriga, rosto... Sentir a sola dos pés dentro do sapato. Perceber a distância que existe entre os dedos dos pés, tentar imaginar a curva superior da orelha esquerda.

Tomar o corpo e, seus limites, como sua participação neste mundo. Uma interface mecânica de atuação no plano físico tridimensional que chamamos de realidade. Nossos sentidos, os cinco principais, devem ser explorados neste momento.

Não mais que dois minutos.

Garanto que sua produção endócrina será restabelecida a níveis normais, seu sistema imunológico agradecerá e todo o seu metabolismo irá caminhar numa direção saudável.

Tente! Não pense que isso é conversa de esquina. Isso é ciência pura! Já está provado! Faça isso duas vezes ao dia e as mudanças serão notadas imediatamente. Todas aquelas coisas que atrapalham o dia a dia como nervosismo, ansiedade, dores de cabeça sem motivo algum são as primeiras candidatas a sumirem dando lugar ao equilíbrio.

Não espere mais, o investimento é tão pouco e o retorno é imenso. Sem contra indicação. O único perigo é você gostar tanto de querer evoluir para atividades mais elaboradas como o Yoga por exemplo.

Cave a sua própria saúde e sucesso, pois todos já temos o nosso destino traçado ao final... é só uma questão de tempo.