PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Qual a diferença entre covardia e coragem?


Existe um pensamento, equivocado, inserido firmemente na maioria das pessoas que fugir de uma briga é covardia!


Isso não é de todo verdade!


Covardia não é nada disso.


Ser covarde é aproveitar uma situação de superioridade e poder para infligir dano ao outro.
Muitos covardes passaram para história como heróis, afinal são os vencedores escrevem do seu jeito a nossa memória.


Se afastar de uma briga, provocação ou contenda, principalmente nos dias de hoje, é sabedoria.
Na verdade deveríamos viver de modo a não precisarmos estar em disputa feroz de algo.
No entanto, ser bom, não significa não lutar ou enfrentar situações onde a força deve ser imposta.
Um exemplo iconográfico deste tema é a imagem de Nossa Senhora das Graças, por favor não entremos na abordagem religiosa, mas sim, como disse na simbologia colocada ao longo das gerações e pouco dita.
Nessa representação o semblante pacífico não se perturba enquanto o pé direito esmaga, fortemente, a cabeça de uma serpente.
A interpretação, quase sempre esquecida na velocidade dos tempos modernos, é de que o bom, o justo, não deve se desequilibrar diante do mal, mas deve combater com firmeza sem alterar seu tônus.


Esquivar-se das provocações rasteiras dos covardes e agir com firmeza na forma correta e no momento adequado é o ideal.

Não esquecendo ainda a arena de conflito correta.


Portanto não se intimide e tenha coragem para fugir de um covarde!

Um comentário:

Germano Nascimento disse...

Nos dias de hoje, a maioria das pessoas confundem prudência com covardia. Foram poucas, mas sábias as palavras que você utilizou. Parabéns pelo texto!