PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

sábado, 20 de dezembro de 2008

OS SOBREVIVENTES DOS DIQUES

Caro amigo e companheiro de diques João, seguem as fotos dos "desamparados"

Por volta de 14:55 fomos deixados de helicóptero, no meio do charqueado a cerca de 5km de qualquer habitação ou acesso de via terrestre, no meu caso para fazer a cobertura fotográfica da operação promovida pelo Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal, na margem direita da Lagoa Feia em Quissamã.







Lá pelas 18:30 fomos avisados por celular que o helicoptero que nos levou, tentou decolar, mas devido ao mal tempo teve que retornar ao aeroporto sem conseguir nos resgatar. Com um CB (cumulos nimbos) se aproximando rapidamente, tentamos sair por meios próprios, ou seja, a pé, mas não fomos felizes, tivemos de nos abrigar neste "imenso" abrigo como é mostrado
Em meio a forte chuva e raios de todo tipo e tamanho, ficamos literalmente ilhados no meio do nada, esperando um resgate que ocorreu por volta das 02:00 por um integrante da Guarda Florestal e outro do corpo de bombeiros. Se você puder faça uma agradecimento especial ao Sargento Ferreira da Guarda Florestal e ao Guarda vida do Bombeiro Rodrigo Cordeiro Cardoso. E também aos: capitão Mendonça da Defesa Civil e ao Sargento Macedo também da Guarda Florestal, que participaram também do resgate dando apoio.

Sargento Ferreira dando apoia a travessia de um dos vários canais que tivemos de atravessar, a um membro do MPF, ao Policial Federal, e a este humilde fotógrafo membro do Aeroclube de Campos. Da esquerda para direita, Sargento Ferreira, Capitão Mendonça, Guarda-vida Bombeiro Rodrigo Cordeiro Cardoso, Luis Felipe membro do MPF, Júlio Policial Federal, Nei também membro do MPF e o sargento Macedo da Guarda Florestal. Eu, como sempre não saio na foto fotógrafo fica sempre de fora, mas para salvar minha reputação o sargento Macedo tirou essa que salvou minha pátria.

Guilherme Chagas - sobrevivente
obs. Foram quase quatro horas de caminhada por um terreno alagado e absolutamente escuro, em certo pontos eles tiveram de nadar, o restante a água estava na altura do peito.

Nenhum comentário: