PÁGINA OFICIAL, FACEBOOK e E-MAIL

http://www.isec.psc.br

https://www.facebook.com/Prof.Joao.Oliveira

E-mail: isecpsicologia@gmail.com

Para receber informações sobre palestras e cursos mande um email para: isec_news-subscribe@yahoogrupos.com.br

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

FOLHA DA MANHÃ : Efeito Odete no Sensus e Ibope



Na repetição do empate técnico entre Arnaldo Vianna (PDT) e Rosinha Garotinho (PMDB), a professora Odete Rocha (PC do B) dá uma aula de superação e registra crescimento no Ibope e Sensus, indo respectivamente a 9% e 7,6%, na consulta estimulada. Ar-naldo lidera no Sensus, com 46%, seguido de Rosinha com 37,2%. O Ibope inverte os números do Sensus e aponta o pedetista com 36% e a peeme-debista com 43%. As duas pesquisas, que estavam impugnadas, foram liberadas ontem pela juíza da 100ª Zona Eleitoral (ZE), Márcia Alves Succi.

A candidata Odete registra uma linha de crescimento reforçada pelos dados do Sensus que, pela margem de erro de 4,4% a situa com 12%, se aproximando do índice de 9% apontado pelo Ibope. Nos dois trabalhos anteriores do Ibope, a professora aparecia com 2% e 5%.

A disparidade entre os dois trabalhos na briga do PMDB com o PDT ganha mais força na simulação de segundo turno entre os dois melhores colocados na corrida pela Prefeitura. Projeções, entretanto, de um e outro estudo, apontam para o segundo turno. Nele, com 55%, Arnaldo derrotaria Rosinha, com 35%, segundo o Sensus. Já no Ibope, nova inversão: Rosinha registraria 48% contra 38% de Arnaldo.

Em uma eleição marcada pela polarização das candidaturas do PMDB e do PDT, a grande novidade é Odete, segundo Ibope e Sensus, que acaba sendo realçada em face do comportamento dos três candidatos restantes, Pelo instituto Sensus, Paulo Feijó (PSDB) e Marcelo Vivório (PRTB) empatam tecnicamente com, respectivamente, 1,4% e 1%. Pelo Ibope, Feijó e Vivório têm os mesmos 1% — o candidato do PSDB tinha nas consultas anteriores do Ibope 4% e 2%. Graciete Santana (PCB) não foi a 1% nem no Ibope nem no Sensus.

Brancos e nulos no Sensus ficaram em 3,2%, mesmo índice de “não sabe e não respondeu” que, no Ibope foi, respectivamente, de 4% e 5%.

O Sensus foi contratado pela revista “Somos Assim”, do jornalista Esdras Pereira, escutando 500 pessoas nos dias 25 e 26, com margem de erro de 4,4% para cima ou para baixo. O Ibope ouviu 602 pessoas, nos dias 29 e 30, com margem de erro de 4%. A pesquisa Ibope foi registrada com o número 365/2008 e a Sensus, com o número 363/2008, na 100ª ZE.

Nenhum comentário: